Os anseios que se misturam em uma caneca de Leite com Chocolate

Morrendo de saudade deles e das produtivas aulas de jornalismo literário da Ana Camilla Negri... Achei esse texto no fundo do bau, como gosto muito dele, estou postando em homenagem aos meus GRANDES e QUERIDOS AMIGOS Ivan Costa e Lilian Geraldini! (Texto produzido no dia 16 de abril de 2010)



Ambos têm a característica da maior parte dos estudantes de jornalismo. São falantes e expressivos. Falam com palavras, com as mãos, com caras e bocas. Lilian é mais centrada, pé no chão, como define. Ivan é sonhador, viajante, se considera bobo. Eles são jovens. Ele com 21 anos, ela com 23. Pouco ainda conhecem da vida, mas têm infinitos anseios, histórias e em comum, a amizade e o companheirismo.

Ela é branquinha como o leite, ele moreno também como o leite, mas quando acrescido de chocolate em pó. O cabelo dela é fino, mas tem cachinhos, o dele grosso, só que liso como papel. Ela faz cara de séria para falar, ele também, e ainda estufa um pouquinho o peito para ter a sensação de credibilidade.

Ele se deslumbra frente a pequenas coisas, como um comentário em notícias nacionais que publica no site, ou uma matéria que fez corpo a corpo e rendeu a manchete de domingo com sua foto na capa. Ela reclama da falta de reconhecimento ao trabalhado suado e desgastante. Para ela jornalismo é uma paixão. Para ele também, vê se pode!

Se o assunto é família, eles mudam seus rostos e feições. Ivan é briguento e turrão. Conta suas brigas semanalmente. Lilian não. Às vezes até cogita a possibilidade de desistir de passos largos para não sair de juntinhos dos pais, irmãos e sobrinhos. Mas Ivan parece um verdadeiro leãozinho, quando se fala dos familiares. “Defendo com unhas e dentes minha família, ai se alguém mexer com eles”. Lilian, vive em harmonia. “Considero que temos uma relação muito boa”.

Ah e quando o assunto é amor. Quantos sentimentos vejo nos dois. Um dia amor, outro dia também e também. Mas vira e mexe surge uma dúvida daqui, outra dali, não do amor, mas sim da vida, do futuro e dos caminhos a trilhar. Pois Ivan encontrou a mulher da sua vida. “Se tiver que casa com alguém, é com ela e mais ninguém”. Até rima. E Lilian também não abre mão do bom partido que arrumou. “Não imagino que encontre um dia outro alguém como ele”.

O futuro é um campo obscuro, que ambos ainda não sabem por onde vão pisar. O desejo de Ivan é fazer entretenimento na TV. Vive às ladainhas, idealizando programas para a web, mandando recado a famosos no Twitter e celebrando o elogio que algum deles venha a proferir. No primeiro dia de aula, disparou para a professora mais rígida do curso, na frente de toda a classe, que “queria mesmo era aparecer”. Ela ficou brava, mas eu acho que ele leva jeito sim. E torço por isso. E quando ele me pede, até oro a Deus para pedir luz para a decisão importante que ele vai ter no dia seguinte.

Ele começou no jornalismo em um jornal impresso, parece ironia, mas as experiências que está tendo como estagiário responsável pelo portal de um jornal diário da cidade, ou melhor, como “editor de web”, já que é assim que ele afirma, hão de lhe dar suporte para entender que o “jornalismo sério” é que lhe dará a capacidade e excelência necessária para ir adiante com o “jornalismo de entretenimento”.

Já a Lilian, começou no jornalismo por meio do rádio e então se apaixonou. Hoje . Quando olho para ela, vejo daqui a uns três anos ela começando na CBN ou BandNews Campinas. Não sei se ela confia tanto quanto eu, mas conheço sua capacidade, sua mania de perfeccionismo e sua neura pela execução de projetos. Ela titubeia, fala que quer ir pra TV, na EPTV se possível. Mas, só o destino mesmo para apontar os caminhos.


Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas