Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2015

a vida é hoje

Imagem
Domingos como ontem me fazem desejar que todos dias sejam assim, leves, despretensiosos.
Acordar e ter quem amar. Rádio ligado. Pasta de amendoim, banana e café. Música, louvor e palavra. Crochê, desenhos coloridos. Família, amor. Arroz e feijão. Frango assado. Cama, TV, conversa. Bolo e café. Banho, beleza, vaidade. Comunhão.
Mas dias assim também me fazem desejar que eles continuem sendo únicos, individuais, exclusivos. Não todo dia. Eu sei e você também deve saber que quando todos os dias são iguais, ainda que espetaculares, tudo começa a não fazer sentido.
Fazer o que se gosta deixa tudo mais leva e nos impede de viver um dia a dia penoso. Pois quando há mais do que obrigação, quando há amor naquilo que se faz, não há porque fugir.
E, então, quando chega aquele belo domingo, leve, azul, ensolarado, só é necessário desfrutar, glorificar Aquele que nos dá todos os dias prontos, cheios e repletos. Sem medo. Porque em 24 horas a semana recomeça. E não há porque desejar outro dia, out…

Parto humanizado: por que eu quero falar disso?

Imagem
Assunto cada vez mais polêmico nos dias atuais, a disputa entre as defensoras do parto humanizado - ou pelo menos normal - e da cesariana ganhou ainda mais corpo com a rápida saída do hospital de Kate Middleton, duquesa de Cambridge e mulher do príncipe William, após dar a luz Charlotte, mais nova princesa do Reino Unido. O parto da duquesa foi normal, rápido e ela saiu linda, maquiada, de pé, dando um tchauzinho para os súditos e fãs.
Não é de hoje que eu sou do time de defensoras do parto normal. Não é sequer do tempo dessa discussão toda, quando eu já dizia que na minha opinião o melhor é o normal. É duro abrir a defensiva de algo que ainda não se vivi. Sempre evitei opinar porque, afinal, sou usuária de um convênio e quando chegar a minha vez de dar à luz pode ser que eu encontre obstáculos. Vai que... E, lógico, a cesareana tem seus momentos de real necessidade e não pode ser desconsiderada nem endemoniada! É um avanço da medicina e salva vidas - de mães e bebês. Salva e não dá …