Febre da Credibilidade

Hoje pela manhã, acordei um pouco mais cedo para lavar meu cabelo e também dobrar algumas roupas, que no decorrer da semana foram acumulando devido a várias trocas para escolher alguma (coisa de mulher, se é que me entendem!), empilhadas numa cadeira.
Liguei o rádio. Ao procurar uma rádio interessante, como uma boa "projeto de jornalista" que tento todos os dias ser, parei na Jovem Pan, que pela manhã passa um programa jornalístico, com notícias e informações diversas.
Certo momento, chamaram um "podcast" de um Conselheiro (não sei ao certo de onde, pois não ouvi muito bem), o Luiz Otávio da Justa Neve. Ele falava sobre a atual "crise da Febre Amarela" pela qual o Brasil está passando.
Já são mais de 40 casos da doença na forma silvestre (ou seja, o mosquito "colheu" a doença em um animal - macaco provavelmente - e passou para o ser humano) e 10 mortes confirmadas. Podemos considerar estes números alarmantes, preocupantes. É complicado ignorar e achar que tudo isso é apenas uma "epidemia de fofocas" - como disse nossa querida ministra Marta Suplicy - pois hoje, a doença é silvestre, proveniente de áreas endêmicas, mas está sendo "carregada" para outras regiões, e mais que isso, o "mosquito da Dengue", também transmissor da Febre Amarela, está por aí, pois as pessoas ainda não aprenderam a cuidar de quintais, piscinas, vasos de plantas e todo tipo de criadouros.
Aqui em Limeira no decorrer dessa semana, chegaram as mil doses de vacina prometidas aos cidadãos do munícipio. Estive lá fazendo a cobertura e vi as pessoas enfrentando filas de mais de uma hora e meia, crianças, aposentados, jovens, de todo tipo de classe... Quando eu os entrevistava, diziam que iam viajar para áreas endêmicas, mas diziam isso com certa insegurança na voz, que me fazia suspeitar se era verdadeira tal história.
Eu particularmente não quero, pelo menos neste momento tomar a vacina. Estou aqui em Limeira e por aqui pretendo ficar nos próximos meses. Acredito que seja dispensável correr os riscos que há na vacinação, pois acredite, um em alguns milhões chega até mesmo ao óbito por conta da baixa resistência ao vírus atenuado presente na vacina. Não importa a probabilidade, ela existe!
Bem, voltando ao discurso do Conselheiro Luiz Otávio, ele dizia: "Crise de febre amarela não! Crise de credibilidade... As pessoas não acreditam mais no Governo. É como a crise da vacina - fazendo alusão à Revolta da Vacina, ocorrida em 1904, quando Oswaldo Cruz obrigava e até mesmo forçava os cidadãos a se vacinarem contra a Febre Amarela, extinguindo então, a doença na forma urbana (aquele tipo que é transmitido de um ser humando infectado para outro através também da picada do mosquito) - ao contrário", onde as pessoas não são obrigadas, mas sim dispensadas de tomar, caso não estejam em áreas endêmicas, mas querem tomar mesmo sem a necessidade...
Enfim, eu há dias já dizia isso. Cheguei a comentar aqui em casa. As pessoas deste nosso país, diante de tanta falcatrua, corrupção, vergonha, não sabem mais em quem acreditar. Por que acreditar que não há risco de uma epidemia, quando isto vem da boca do mesmo presidente que diz "eu não sei de nada" para trâmites que acontecem debaixo do seu nariz?
Como acreditar que "são só fofocas", quando diante de um caos terrível que virou a aviação, onde milhares de pessoas tiveram suas vidas transtornadas pelo caos aéreo, além daquelas que tiveram seus sonhos interropidos e das famílias que sofrem a ausência dos que morreram em acidentes com aviões, apenas ouvimos "relaxa e goza"?
Enfim, é tudo um tanto contraditório, mas resta aguardar que as providências mais sensatas sejam tomadas. Relembrando, que aqui na cidade de Limeira foram 1000 doses, mas é importante que só tomem vacina, aqueles que estiverem com ela realmente vencida (as vacinas valem por 10 anos) e forem de fato viajar para áreas endêmicas, ou seja, municípios que se encontram em área de risco de contaminação.

Um abraços a todos. E até a próxima!

Comentários

  1. Oi... Roxane

    Parabens pelo seu Blog muito legal, lendo ele percebi que você parece... parece não é uma menina muito inteligente e ainda muito bonita, se for palmeirense intão ai completa tudo :) ahaiuhuihaui

    Muito bonito esse seu nome, nunca tinha visto, eu so tenho que elogiar, porque o meu tambem é bem atípico....

    Chrystofer Rocha

    tchau, até mais se quiser entrar em contato tem o orkut é so buscar por esse nome "Chrystofer Rocha", so tem esse :)...

    ResponderExcluir
  2. Isto ae, guria!!! to gostando de ver!!
    Seu blog ficou bem singular.
    Um bjaum

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas