Avatar




No último fim de semana fui ao cinema para assistir uma das estreias mais faladas do final do ano: Avatar. A princípio achávamos que era uma versão do desenho já existente nas telinhas, mas logo me disseram que não, era uma outra história, apenas com o mesmo nome. Soube ainda que a produção, dirigida pelo mesmo diretor de Titanic, tinha sido uma das produções mais caras os últimos tempos. E ainda que cerca de 70% do filme era computação gráfica, apenas os outros 30% tinham sido realmente gravados. (Confesso que passei todo o filme reparando em cada parte, se era filmagem ou CG).

Avatar mostra uma ficção cheia de criatividade e ousadia. Ao longo do filme, que se passa em um planeta em outra galáxia, humanos criam clones de si em forma dos nativos do país e utilizam de tecnologias avançadas para de alguma maneira se infiltrar no país. Com quase três horas de duração, o filme nos conduz pelo país, sua diversidade e seus costumes e podemos presenciar uma emocionante batalha pela natureza e pela tradição de uma comunidade.

Para quem quiser conferir um pouco, fica o trailer de Avatar:


Comentários

Postagens mais visitadas