a vida sem sonhos, é um rio sem nascente

SONHOS causam sentimentos contraditórios... Poucos são aqueles que têm a verdadeira habilidade de sonhar. Sonhar de verdade, sabe? De pensar, planejar, se envolver e lutar por algo! Os "antisonhos" criticam, desdenham, mas na verdade fazem tudo isso simplesmente porque não entendem como é ser um sonhador. Eles não nasceram com isso, não cresceram estimulados a isso e é provável que vão sempre deixar a "vida os levar", seguindo alguns objetivos, sem entender como é ser um sonhador.

Quanto a mim, sou do time dos sonhadores de plantão... Sempre recheei minha vida de vontades. E mais do que isso, de metas e planos. Assim, consigo entender perfeitamente as pessoas que tratam sonhos como combustível em suas vidas! Tive muitos sonhos e sempre fui até o fim. Algumas vezes, o fim foi o "quase"., a morte e o sepultamento daqueles pensamentos que me faziam lutar dia após dia. Às vezes o fim foi simplesmente entender que não dava mais para mim. Mas muitas vezes o fim foi a realização!

Uma das primeiras postagens que fiz neste blog, em janeiro de 2008, falava exatamente desse assunto. Era uma frase do livro "Nunca Desista dos Seus Sonhos", de Augusto Cury, que eu ganhei de presente após um trabalho voluntário para uma creche da cidade.

"Há muitos tipos de sonhos. Sonho de se apaixonar por alguém, de gerar filhos ou conquistar amigos. Sonho de fazer uma faculdade, ter uma empresa, ter sucesso financeiro para si e para ajudar os outros. Sonho de ter saúde física e psíquica, de ter paz interior e de viver intensamente cada momento da vida". Augusto Cury, Nunca Desista de Seus Sonhos.

Falo tudo isso para contar a respeito de um olhar que 11 dias atrás me deu forças para nunca desistir de sonhar! Sonhos existem, mas são invisíveis e intocáveis, por isso, às vezes, é fácil perder a esperança ou guardar tudo em uma caixinha escura e tocar a vida sem lembrar deles.

A Kathieli, minha amiga, é uma dessas pessoas sonhadoras que não me deixam esquecer o que é ser alguém assim. Como é bom compartilhar essa semelhança com alguém especial... Esse texto é para contar como foi em seus olhos que eu reconheci um sonho materializado.

Uma observação: Sua amizade, Kath, é um dos acontecimentos importantes na minha vida nesses últimos anos, pois com sua força e apoio consegui engrenar a minha vida em um novo caminho que trilho hoje... Deus te recompensará amiga! Lembro-me um dia, acampamento de Carnaval de 2011, que sentei com você e disse: "amiga, eu preciso de você, senão mais uma vez eu não vou conseguir!"  Você segurou minhas mãos e oramos juntas. E eu consegui... estou conseguindo...

Estou à beira de realizar um sonho, soube isso no último dia 19 de outubro. Alguns dias antes, a Kath tinha me pedido: "Rô, me liga para contar quando isso acontecer!" Preferi contar pessoalmente... Nos encontramos no mesmo dia, em um evento, e corri lhe dizer a novidade. Os olhos da Kathieli brilharam e com aquele resplandecente olhar ela me disse: "Rôô! Você vai realizar o seu sonho!" Me caiu a ficha naquela hora, sim, eu vou realizar meu sonho; sim, isso é um sonho!!!

Era o mesmo olhar brilhante do dia do seu casamento. O dia em que pela primeira vez eu peguei um buquê! (Mas essa história vai ficar para a próxima, assim como a história do tal do sonho que eu conto aqui.)

A Kath me abraçou. Ela e algumas outras pessoas... (Não todas, fique a ressalva!) Cada abraço que ganhei, até agora, nas vezes que contei "a notícia", me mostraram quem são os sonhadores de plantão. Só eles sabem o que é sentir-se realizado. Obrigada pelos abraços, obrigada Kathieli por me mostrar que vale a pena sonhar, esperar e ver acontecer! Seus olhos brilhantes me trouxeram à tona para entender o cuidado do Senhor... Obrigada, obrigada mesmo!

EDIÇÃO:
O sonho de que tanto falava era conseguir a vaga em um projeto de voluntariado que mudaria toda a minha vida. A história está aqui: "Minha história sobre morar fora do Brasil"


"...a vida sem sonhos é um rio sem nascente, uma praia sem ondas, uma manhã sem orvalho, uma flor sem perfume. Sem sonhos, os ricos se deprimem, os famosos se entediam, os intelectuais se tornam estéreis, os livres se tornam escravos, os fortes se tornam tímidos. Sem sonhos, a coragem se dissipa, a inventividade se esgota, o sorriso vira um disfarce, a emoção envelhece." Augusto Cury, Nunca Desista dos Seus Sonhos

Comentários

Postagens mais visitadas